domingo, 30 de outubro de 2011

Janela Indiscreta

Meus olhos são meu espelho, dizem tudo de mim... Janela escancarada que fala por mim, instiga, faísca, revela, inquieta, queima, nega, captura e transparece os meus variados eus!

E quando tem de dizer do triste eles também dizem, também mareiam num chorar com ou sem lágrimas... E quando tem de dizer do efêmero eles também dizem, também mareiam num chorar com ou sem lágrimas... E quando tem de dizer do belo eles também dizem, também mareiam num chorar com ou sem lágrimas... E quando tem de dizer de outros olhos... eles se calam... num esperar redundante ou numa vontade de tirar o fôlego de todos os signos contidos no olhar de meus olhares. (!!!)

Um comentário:

  1. Hum! Que janela mais complexa... Linda descrição de seus lindos olhos!

    ResponderExcluir